O Tomara que Caia Caiu!

diadamulher

Feliz dia da mulher para todas as mulheres que passam batom vermelho, com todo o peso que o rubro traz, com a malícia promíscua que recai sobre o decote fútil e pecaminoso da fêmea que seduz e aborrece; daquela que é maldita por ser delicada e quente, que é fácil quando quer abraçar o mundo ou apenas alguns poucos músculos contraídos…

Feliz dia para todas as que são intensas e vulgares, mesmo no compasso da dança errada, no tom mais alto que o normal, na pista aberta com passe livre para quem quiser dançar… porque feliz, feliz mesmo, são aquelas que não precisam ser interpretadas porque são, genuinamente, “mulheres”. 

Que comemorem todas as loucas e devassas, as escolhidas e também as rechaçadas, as plenas e as incompletas! Mas, que não sejam convidadas as que se intitulam guerreiras, as que tratam os homens como oponentes e as que costumam queimar sutiãs de renda francesa no meio da praça!

Porque mais vale a elegância profana das que vestem vermelho no corpo consumido de sexo ordinário que a vantagem descabida das moças que integram a congregação do Santo Saber; pois se lhe parece brilhante, melhor lustrá-lo adequadamente para que seus lampejos sejam verdadeiramente interessantes. Ah! E é claro: melhor que ela venha de salto alto e com um tomara que caia que insinue uma pequena queda para todos e todas que conseguem sentir seus feromônios vivos, saindo dos poros da sua pele depilada e tratada…

Fui! (Buscar meu batom e comemorar todos os dias, porque um dia é muito pouco para desfilar meu decote…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s