Que sorte a minha…

img_5338

Que sorte a minha ter você ao meu lado. Que sorte ser casada com o meu melhor amigo, aquele que está sempre ali, em todos os momentos em que o tédio invade os espaços sagrados da nossa vida e que transformamos em festa com a arte de rir de nós mesmos, da vida que nos cerca e nos abraça.

Que sorte a minha ver estampado nos rostos desses pequenos os nossos gens, os meus mais valentes e os seus mais inteligentes. Que sorte contar com você para me ajudar a educá-los, a cuidar deles, a mantê-los firmes no caminho certo, aquele que eu mesma, às vezes, não encontro com tanta clareza.

Que sorte, mas que sorte mesmo, ter você ao meu lado para aplaudir a beleza que é a minha vida, rodeada de palavras bonitas e frases de efeito, uma vida perfeita que vale a pena ser vivida porque é ao seu lado que acordo todos os dias, em anos que consagro com o valor de uma vida inteira.

Que sorte a minha ter você para me olhar, mesmo quando eu mesma não quero ver a tristeza que salta do fundo da minha alma, de um passado que você não pertenceu, mas que, de alguma forma, me ajudou a conviver com ele. Que sorte ter você para amparar minhas dores, que não são tantas, mas que machucam; que sorte ter você para me curar de mim mesma, toda vez que insisto em pegar o caminho contrário, aquele que me leva ao lado mais distante da minha essência.

Que sorte saber que você está aí, ao lado do telefone, esperando pela minha ligação. Sorte demais perceber que, de todos os lugares incríveis no mundo, nos quais a maioria dos meus amigos está viajando, eu preferia mesmo estar ao seu lado, seja nesses lugares, seja no paraíso da nossa cama.

Que sorte amar você com toda a vontade da minha alma, que clama por um pouco mais da sua companhia, sempre que busco abrigo no corpo que cultuo com o meu mais puro querer.

Que sorte a minha ser sua…

Fui! (Comemorar…)

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa

One thought on “Que sorte a minha…

Comments are closed.