Muquirana & Canguinha

mulherdinheiro

Tem pessoas que são assim… “Desapegadas”. Desapegadas do mundo material, a ponto de serem (de certa forma) irresponsáveis… São pessoas que pagam a conta, que doam ao invés de vender, que gostam de prover, sem a necessidade de repor no estoque, o vinho consumido.

Esses “loucos” com certeza não se encaixam na atual conjuntura social, na qual o bonito é vender até par de sapato usado da filha de 5 anos. O limite entre o que é necessário e o que é exagero é testado por boas almas que se deixam manipular pela ganância alheia… Ser cuidadoso com o $$$ é diferente de ser avarento! Abusar da boa vontade alheia para satisfazer a própria conta bancária em um almoço com amigos ou em um aluguel de um apê de temporada chega a ser mais do que deselegante… É feio mesmo.

Vender o que se tem usado com preço de loja ou cobrar por um serviço que naturalmente deveria ser um “favor” é algo inconcebível no meu mundo “Scarletiano”… Porque prostituta vende o corpo. Sim, vende. Mas nem por isso deixa de fazer favores a amigos queridos… 

E o dinheiro do leilão? Esse vai para uma instituiçao de caridade e para pagar o chopp dos meus amigos essa noite…

Fui! (somar na conta e não dividir…)

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa