Voltar

nuu3

Tão importante quanto ir é, muitas vezes, voltar. Voltar para onde saímos. Voltar para nossa casa. Voltar para nossa essência, para nosso núcleo. Voltar para encontrar o que já está perdido há muito tempo, voltar para nos encontrarmos. Voltar para nós mesmos.

É sempre bom saber que nós sempre vamos estar aí, a nossa espera. A nossa vida gira em torno de muitas pessoas, de muitas situações e emoções. Somos coadjuvantes de muitos protagonistas, mas temos sempre o nosso próprio roteiro quando sabemos procurá-lo. E ele está ali, bem guardado em alguma estante velha da “nossa casa”.

Por mais distantes que estivermos de nós mesmos, sempre podemos voltar. E só o fato de sabermos disso já nos faz (mais) confiantes e seguros. Saber que sempre existe um lugar que é só nosso e que podemos visitar sempre que quisermos é o acessório mais importante para encarar a estrada que seguimos adiante. Saber que podemos voltar sempre que for necessário reabastecermos nosso combustível, reavaliar nossa vida, trocar de personagem e até mesmo nos prepararmos para um papel principal. Voltar para respirar ou simplesmente, para agradecer e sorrir.

Fui! (Voltar para casa um pouquinho só…)

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa

2 thoughts on “Voltar

Comments are closed.