Ego

Ego. Muitas vezes o problema da nossa vida se resume a essas três letras. Quantas vezes seguimos caminhos opostos a alguém amado só porque “ele”, o Senhor Ego, não nos permite abaixar, recuar, perdoar? Existem por aí na vida, muitas “Monalisas” prontas para abandonar de vez seu lugar cativo na arquibancada para seguir seu amor próprio em busca de um pouco de dignidade… Mas o que não conseguem enxergar no momento em que abraçam seu orgulho com todas as forças, é que existem muito mais peças nesse quebra-cabeça do que simplesmente a sua figura recomposta.

Conheço um caso de uma mulher de fibra. Valente e corajosa. Forte o suficiente para abandonar o esteriótipo de coitada, com pena de si pelo infortúnio do tesão alheio e lutar com todas as suas armas contra seu próprio Ego. Se reinventou. Criou uma versão de si própria mais adequada à sua nova realidade. Não se rogou de vencida: venceu. E venceu do pior inimigo que poderia ter… a amante do seu marido? Não. Venceu da sua vontade de esconder-se atrás da sua fraqueza, onde impunha a si própria a máscara de vítima e a roupa do seu orgulho, confeccionadas por seu “Ego”…

Fui!

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa

3 thoughts on “Ego

  1. Mais um texto EM CIMA! Muito bom!!!!!

  2. Perfeito Mário! Isso mesmo… Falou e disse! Abs

  3. O problema do ego e’ q na maioria das vezes inconscientemente, ignorantemente e desapercebidamente, agimos de forma equivocada. Ele se esconde em nossas noções equivocadas da verdade e de nossas pespectivas adquiridas ao longo da vida. E e’ de onde o medo e o preconceito se alimenta… 🙂

Comments are closed.