Seu Rabo

Perco-me nos contornos indecentes do seu majestoso rabo e faço-me escravo dos seus caprichos só para poder acessar sua parte mais generosa, aquela que me faz respirar profundamente e que consola minha aflição cada vez que consigo entrar na maciez profunda que existe atrás de todas as curvas deliciosamente esculpidas para o meu desejo…

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa