Marcas

Tatuadas em minha pele estão as marcas que você deixou. São coloridas as lembranças que me movem para frente, em descompasso com os vazios que não foram preenchidos. São eternas as marcas da dor que demonstram todo o tempo que entreguei ao cultivá-las. São essas marcas que despertam minha vontade, a vontade que invade meu ser e busca seu calor entre o vão das minhas pernas. São elas, as marcas, que me lembram que sou manchada de tesão e angústia; que as pontas das minhas extremidades suplicam por seu toque e, que minhas águas secas não mais me encharcam sem o seu prazer a chamá-las. Essas marcas são as lembranças de todos os seus desenhos em mim, das lembranças do seu corpo, dos seus líquidos e do seu cheiro…

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa