Bem-vindo ao Fundamental 2

Quando vejo um líder carismático dar adeus, sinto um pequeno aperto do lado direito do peito… remeto ao período em que deixava o ensino fundamental 1 em direção à próxima etapa, na minha época chamado de “ensino secundário”, quando os professores ainda tinham aquele apelo quase “maternal”, algo similar a um tio que ensina, mais do que um mestre que cobra providências.

É certo que, ao entrar para a segunda fase do meu ensino, encontrei um ambiente mais sério, mais ríspido, mais adulto. Não tinha mais aquele cuidado excessivo, aquela voz que me dizia o que fazer, quando fazer e como fazer. Não tinha mais o calendário escrito com a letra dos “tios”, mas tinha, ao invés disto, uma agenda com linhas vazias que me obrigavam a preenchê-las.

Fui instigada a percorrer este caminho, mesmo sem entender direito e sem ter noção de como faria para caminhar com regras tão complexas. Segui firme com passos desajeitados e infantis; permiti-me seguir com fé e com a voz nostálgica dos meus ex-professores, que me incentivavam, de forma afável e doce, a escolher meu próprio caminho, em meio às diretrizes dos novos líderes que se apresentavam.

 

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.