Não Diga Nada…

Não diga nada, apenas escute meus gemidos, sussurrados em doses promíscuas de prazer e pecado.

Não diga nada, apenas sinta meus toques mais perversos debaixo do seu corpo quente e molhado.

Não diga nada, apenas entre dentro de mim, como você costumava fazer naquelas noites em que desistia da sua decência e escolhia o caminho das minhas coxas para chegar em casa…

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa

Deixe uma resposta