Menina Pura

Valei-me Deus de enxergar essa menina pura, que entristece minha vista e faz-me crer que a ilusão da vida perpetua a linhagem de sangue, dor e sofrimento trazida por todos os nossos ancestrais que jubilam a chama da indecência, sem pudor ou clemência.

Para continuar lendo o restante do texto Faça Login ou Cadastre-se.

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa