Longe de Mim

Busco a minha paz nos arredores da minha angústia e grito para que ela me deixe viver sem os rastros do que idealizei, mas me pego sempre correndo atrás daqueles sonhos que não se concretizaram…

Por isso, tento ser sempre melhor que a versão que construí no passado, tento reinventar-me diante dos obstáculos que surgem e acabo encontrando a felicidade no final do caminho que trilhei, mesmo não tendo sido este, o rumo que escolhi…

Sei que preciso mudar meus planos todos os dias, mas percebo o quanto é difícil viver sem eles, os meus sonhos malditos e meus desejos secretos, internalizados tão profundamente na minha alma, que termino lutando contra mim em uma eterna disputa de egos e expectativas.

Vivo entre um passado que me seduzia e um presente que grita para que eu desfrute do futuro que eu não escolhi, mas que me acolherá em uma atmosfera de paz jamais imaginada pela minha versão jovem e ignorante do que eu realmente preciso…

Fui! (Para mais perto de mim…)

Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa

Deixe uma resposta