Compartilhe:

Com Classe

432443789_640
Diante de todas as grosserias do mundo contemporâneo, só tenho mesmo uma resposta direta e objetiva a todas elas: “um sorriso”. E esse singelo sorriso não é um ato de covardia, como poderia soar, é um ato de renegação completa aos abusos vocais e gestuais que insistem em permanecer intactos na vil convivência social.
É errado calar-se, mas na contramão da auto defesa, mais sensato é ocultar-se debaixo de toda a elegância nata e difusa dos contornados caminhos do bem-estar social. Já diziam os antigos do meu tempo que “O homem é um ser social”, mais além, digo que o homem é um ser social quando doutrinado por uma arte mais antiga ainda: a doutrina da boa educação. Ser cordial e gentil frente a uma ofensa ostensiva, até mesmo quando não se está errado, é sinal de classe. 
E “classe” é algo que não se encontra em qualquer esquina, nem nas dos endereços mais caros…
Fui! (Subir no meu salto e sorrir para tudo de vulgar que esteja fora da minha cama…)

Veja também:

Relacionados:

Deixe um comentário