Mais Viva do que Nunca

Quando pensar em mim, pense com felicidade. Porque eu fiz o que queria: levar as minhas palavras aos ouvidos de quem se recusava a ouvi-las. Levantei a minha voz em um tom ainda mais alto, mais potente e com maior alcance. 

Hoje eu sou a prova viva de que existe esperança, e de que a vida é algo muito precioso para ser banalizada, descartada ou mesmo classificada. Sou o rosto da luta, da vontade de fazer algo, da mudança. Não me calarei, não sentirei medo e não fugirei da minha luta. Dessa luta que é minha e de tantas outras Marielles, tantas que eu nem consigo contar, mas que hoje posso sentir…

Tentaram me calar, mas a minha mensagem já havia sido dada. E está sendo passada agora, e será endereçada às novas gerações, que encontrarão em mim mais uma razão para continuarem a lutar contra tudo e todos que nos dizem “não”. Porque o mundo é muito maior que lutas de classes ou diferentes cores de bandeiras; o Mundo é enorme e é nosso também.

Então, de novo, não chore pela minha ausência, eu estou mais presente do que nunca. E além de presente, agora eu sou onipotente.

Fui! (lutar…)